."A vida sem indústria é culpa, sem arte é brutalidade".

Ser designer é... ser responsável. É sentir que colabora na construção do mundo.
Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

Bibliografia.



ALBERA, G./MONTI, N., El Diseño italiano, Gustavo Gilli.
ARGAN, Giulio Carlo, Walter Gropius e a Bauhaus, Lisboa, Ed. Presença, 1993.
BONSIEP, Gui, Teoria e Prática do Desenho Industrial, Centro Português de Design, Lisboa.
COLLOTTI, Enzo et Al., Bauhaus, Madris, Ed. Alberto Corazon, 1971.
CRONEY, J., Anthropometrics for designers, Batsford, 1993.
DROSTE, MAGDALENA, bauhaus, Taschen, Lisboa, 1992.
DORFLES, Gillo, O Design Industrial e a sua Estética, Lisboa, Ed. Presença, 1980.
EDHOLM, O. G., A biologia do trabalho, Bibliotec Universitária Inova.
FORMANI, Tulio, Las funciones de la forma, México, Universidade Autonoma, 1989.
GRONDIN, PIERRETTE, Cyberculture et objets de design industriel, L’Harmattan, Paris 2001.
GUILLAUME, Paul, La psychologie de la forme, Flammarion.
HAUFFE, THOMAS, Design a concise history, Laurance King Publishing, London 1998.
HENRION, Fak, Top Grafic Design, ABC Verlag, Zurich, 1983.
JENCKS, Charles, What is post-modernism?, Academy Edition, St. Martin's Press, 1986.
KOHLER, Wolfgang, Psychologie de la forme, Gallimard.
LAVILLE, Antoine, L' ergonomie, Col. Que sais-je?.
LORENZ, Christopher, A dimensão do Design, Centro português de Design, Lisboa, 1991.
MANZINI, Ezio, A matéria da invenção, centro Português de design, Lisboa, 1993.
MOLES, Abraham, O Kitsch, Perspectiva, Lisboa, 1971.
MUNARI, Bruno, Design e Comunicação Visual, Edições 70, Lisboa, 1968.
MUNARI, Bruno, Fantasia, invenção, criatividade e imaginação na comunicação visual,
Colecção Dimensões, Editorial presença, Lisboa, 1987.
MUNARI, Bruno, Das Coisas Nascem Coisas, Edições 70, Lisboa, 1981.
MUNARI, Bruno, Artista e Designer, Edições 70, Lisboa, 1968.
PANERO, Julius e ZELNIK, Martin, Las dimensiones humanas en los espacios interiores,
Estandáres antropométricos, Gustavo Gilli, Madrid.
PAPANEK, Victor, Diseñar para el Mundo Real -PAPANEK, Victor, Diseñar para el Mundo Real - Ecologia Humana y Cambio Social, Madrid, Ecologia Humana y Cambio Social, Madrid,
H. Blume Ediciones, 1977.
PEVSNER, Nicolaus, Os pioneiros do desenho Moderno, Ed. Ulisseia.
QUARANTE, DANIELLE, Éléments de design industriel, Económica, Paris, 2001.
ROCHA, Carlos Sousa, Plasticidade do Papel e Design, Lisboa, Plátano Editora, 2000.
WARR, P. B., Psychology at work, Pengin, 1971.
WICK, RAINER, Pedagogia da Bauhaus, Martins Fontes, Brasil, 1989.
ZEVI, Bruno, História da Arquitectura moderna, Ed. ArcádiaWICK, RAINER, Pedagogia da Bauhaus, Martins Fontes, Brasil, 1989.

* bibliografia oficial do programa da disciplina.
publicado por soloquente às 09:47
link do post | comentar | favorito
|

.autor do blog

.pesquisar

 

.Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Inutensílios

. Links

. Fim de ciclo

. Escrita do Sudoeste

. Sobre a teoria do design

. Processo de design

. Os primórdios das artes g...

. Pictogramas

. pictogramas 1

. Pictogramas 2

.arquivos

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.links

."A vida sem indústria é culpa, sem arte é brutalidade".

Ser designer é... ser responsável. É sentir que colabora na construção do mundo.
blogs SAPO

.subscrever feeds