."A vida sem indústria é culpa, sem arte é brutalidade".

Ser designer é... ser responsável. É sentir que colabora na construção do mundo.
Domingo, 10 de Fevereiro de 2008

Origens da Semiótica (1)

 " A semiótica em ciências humanas, é uma disciplina recente. Surgiu no início do século XX e não tem ainda a «legitimidade» das disciplinas mais antigas, como a filosofia, e menos ainda a das ciências ditas «duras», como as matemáticas ou a física. Tal como outros novos campos teóricos (a psicanálise por exemplo, que se constituiu aproximadamente na mesma época) ela sofre ainda o efeito das modas, desde o entusiasmo à rejeição. Esta nem sempre é muito grave nem impede uma reflexão nova e dinâmica de evolução, de progressão e de ultrapassagem de certas ingenuidades iniciais, nem sobretudo de ajudar a compreender muito dos aspectos da comunicação humana e animal.

     A semiótica não nasceu de um para outro e tem raízes bastante antigas. Os seus antepassados remontam à Antiguidade grega e podem ser encontrados tanto na medicina como na filosofia da linguagem.

     Especifiquemos em primeiro lugar a etimologia(2) de «semiótica»,  assim como de

«semiologia», termo também frequentemente utilizado. Salientemos em síntese, se bem que a questão seja muito complexa, que os dois termos não são [própriamente] sinónimos: o primeiro, de origem americana, é o termo canónico que designa a semiótica como filosofia das linguagens. O uso do segundo, de origem europeia, é antes entendido como o estudo das linguagens específicas (imagem, gesto, teatro, etc.). Estas duas designações são construídas a partir da palavra grega semeion, que significa «signo». É assim que desde a Antiguidade encontramos uma disciplina médica que se chama «semiologia», que consiste em estudar a interpretação dos signos ou melhor, dos sintomas das diferentes doenças. a «semiologia» médica é uma disciplina ainda estudada em medicina.

       Mas os Antigos não consideravam como signos apenas os sintomas médicos. Consideravam  também a linguagem como uma categoria de signos, ou de símbolos, que serviam para os homens comunicarem entre si [e não só, também a natureza comunica com os homens, nos primórdios da medicina. Veja-se também, FOUCAULT, Michel. "As palavras e as coisas", Edições 70]. O conceito de signo é pois muito antigo e designa já algo que é percebido - cores, calor, formas, sons - e a que atribuímos uma significação.

        A ideia de elaborar uma ciência dos signos, baptizada, na sua origem, como semiologia ou semiótica, e que serviria para estudar os diferentes tipos de signos que interpretamos, integrando-os numa tipologia e encontrando as leis de funcionamento das diferentes categorias de signos, essa ideia é recente e remonta ao princípio do nosso século. Os seus grandes percursores foram o linguista suiço Ferdinand de Saussure (1857-1913), na Europa e o cientista Charles Sanders Peirce (1839-1914), nos Estados Unidos."

(1) Capítulo "Origens da Semiótica", extraído de: JOLY, Martine; "Introdução à análise da imagem", pp. 31 e 32. Edições 70. Lisboa; janeiro 2007

(2) Estudo da origem e da evolução das palavras (N.R.).

publicado por soloquente às 22:22
link do post | comentar | favorito
|

.autor do blog

.pesquisar

 

.Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Inutensílios

. Links

. Fim de ciclo

. Escrita do Sudoeste

. Sobre a teoria do design

. Processo de design

. Os primórdios das artes g...

. Pictogramas

. pictogramas 1

. Pictogramas 2

.arquivos

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Maio 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.links

."A vida sem indústria é culpa, sem arte é brutalidade".

Ser designer é... ser responsável. É sentir que colabora na construção do mundo.
blogs SAPO

.subscrever feeds